Tuesday, December 12, 2006

PRAM

Um equipa de empresas de semicondutores formadas pela IBM, Matronix e Qimonda, desenvolveram uma memória PRAM (phase-change memory) que consegue ser 500 a 1000 vezes mais rápida que as memórias flash tradicionais. Além de ser substancialmente mais rápida, usa menos energia para gravar dados, cerca de metade e pode ser reescrita um número ilimitado de vezes. No entanto, e à semelhança das memórias flash, as memórias PRAM são memórias não voláteis, o que significa que o seu conteúdo não desaparece quando se desliga o aparelho que está a usar a memória, tornando-se assim num sério candidato a ser o sucessor para a tecnologia Flash.
Post a Comment

bootstrap_fonts_woff: inputs: - '%kernel.root_dir%/../vendor/twitter/bootstrap/fonts/glyphicons-halflings-regular.woff' output...